Avenida Paula Ferreira, 1.133 - Pirituba

Tel. 3976-5771


A Escola Budista Jodoshu conta atualmente com aproximadamente mais de 7100 templos, sendo que a maioria deles está localizada no Japão. Entretanto, como no Brasil, existem algumas Missões Bu­distas nos Estados Unidos (Hawai e Los Angeles) e Centros de Propagação co­mo na França e mais recentemente na Austrália Sem contar que, apesar de não existirem atualmente, já tivemos experiências na Ásia (China), no século inicio do século XX e foram muito importantes. A matriz denominada Templo Chion In está sedia­da na cidade de Kyoto (antiga capital) do Japão e além de ser um dos pontos turísticos mais importantes do Ja­pão, sua construção é considerada um patrimônio históri­co da humanidade. Anualmente, mais de 150 pessoas participam no mês de dezembro do "Retiro de Ordenação", quando os participantes recebem diretamente do patriarca da Esco­la Budista Jodoshu o direito de exercer as funções de BONZO (sacerdote budista). Tal "retiro" é a última fase de formação (3 semanas) que um aspirante a monge deve participar para que possa estar apto a divulgar os ensinamentos budistas pela ótica da Escola Budista Jodoshu. Existem vários mecanismos que um indivíduo pode optar para receber o direito de participar do "Retiro de Orde­nação", que pode ser através de um curso universitário (bacharelado, especialização, pós graduação etc.) Todos os missionários atuantes em nossa comunidade passaram por es­se processo de formação A Missão Budista Jodoshu na América Latina.

 

A comunidade Budista Jodoshu da América foi fundada em 1954 pelo Bispo RYOSHIN HASEGAWA que iniciou os trabalhos missionários em S. Paulo. A data oficial de fundação é 27 de novembro de 1954, mas as atividades foram efetivamente iniciadas a partir de 1957, com a chegada de mais missionários e a transferência das instalações para o atual endereço. Na ocasião 17 famílias comprometeram-se em fundar as bases da comunidade em São Paulo. A partir desta data foram criadas a Escola NIPPAKUJI GAKUEN com o seu departamento de língua japonesa e a Associação Pró-Excepcionais KODOMO NO SONO.

 

  

A ESCOLA BUDISTA DA TERRA PURA - JODOSHU 

 

Em muitas ocasiões, nós seres humanos compreendemos teoricamente a grande maioria dos fenômenos desta vida, porém é certo também que, essa mesma compreensão não nos torna completamente aptos a colocar em prática todas as idéias que consideramos corretas ou apropriadas. Ao analisarmos os exemplos de nosso cotidiano, sabemos que deveríamos fazer muitas coisas, ou ainda que deveríamos optar por escolhas mais corretas, mas invariavelmente acabamos optando pelo caminho mais cômodo. Enfim, em muitos momentos de nossas vidas temos a consciência de que agimos e vivemos de forma "limitada" ou mais claramente: somos fracos. A fraqueza de espírito sempre existiu entre a humanidade, tanto em épocas mais remotas como na atualidade e as diversas religiões da humanidade, de certa forma, apresentam posturas filosóficas (idéias) que procuram eliminar ou até mesmo regular as tais "fraquezas” que caracterizam o ser humano.

 

A filosofia básica da Escola Budista Jodoshu, fundada pelo Mestre Honen, tem como objetivo criar mecanismos que possam salvar qualquer tipo de ser humano, independentemente do seu grau de “fraqueza". O Mestre HONEN estudou e prati­cou diversos modelos da prática ascética da religião budista, mas o seu principal objetivo era encontrar um modelo de prática ascética (exercício prático que leva a efetiva realização da virtude, à plenitude da vida moral) que pu­desse ser utilizado por qualquer pessoa.

  

Ao olharmos nosso interior perceberemos nossas inúmeras "fraquezas". Uma introspecção profunda e consciente sobre que tipo de pessoa nós somos, nos faz perceber o quanto somos "fracos" e dependentes. Por outro lado, ao constatarmos nossas “forças“ ou nosso "poder" notaremos que ela sempre vem acompanhada de outra vida, ou outra "força". Aos simpatizantes da Escola Budista da Terra Pu­ra tal força é o Buda AMIDA (AMITHABA), ou poderíamos dizer que tal força é representada pelo Buda AMIDA, uma divindade que vive na Terra Pura que segundo as SU-TRAS (na literatura da índia, tratado onde se reúnem, sob a forma de breves aforismos, as regras do rito, da moral, da vida cotidiana) budistas tem a capacidade salvar a humanidade.

 

ORGANOGRAMA 

A comunidade tem um bispo, que é o representante legal. O bispo é auxiliado por um grupo de diretores que representam os templos existentes Além dos diretores, um corpo de missionários e um conselho formam o grupo que direciona os rumos de nossa comunidade. As unidades são "administradas" por um missionário residente, que é auxiliado por uma diretoria e um conselho. Outros setores também são importantes à "vida" dos templos e vale destacar a participação da Associa­ção de Senhoras, Diretoria Patrimonial, Cultural, etc.


MATÉRIAS RELACIONADAS COM ESTE ASSUNTO