Com fluxo médio de quase 420 mil veículos diariamente, a Rodovia dos Bandeirantes completou 36 anos em 28/10/2014. Oferecendo ótimas condições de pavimentação, sinalização, infra-estrutura e serviços de atendimento aos usuários, a Bandeirantes tornou-se sinônimo de qualidade e segurança para quem trafega por seus quase 160 quilômetros de extensão. Também se constituiu como um importante vetor para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios que estão em sua área de influência. Novos investimentos migraram para o Interior com a implantação de pólos industriais e de serviços, além do incremento do potencial turístico e de lazer.

 

Asfalto Ecológico

Além dos benefícios ecológicos, a recuperação total de 600 quilômetros de faixas de rolamento das pistas entre São Paulo e Campinas proporcionará mais segurança e conforto aos usuários que, ao passarem pela rodovia, perceberão uma nova textura do pavimento em contato com o veículo gerando menos ruído, maior aderência dos pneus e menor dispersão de água em caso de chuva, além de ser mais durável. A CCR AutoBAn concluiu em setembro um trecho modelo, entre os km 85 e 78 da pista sentido Capital, em Campinas, já com o pavimento reconstruído: contendo asfalto reciclado em um das camadas estruturais e revestimento com asfalto-borracha na superfície.

 

História

Inaugurada em 28 de outubro de 1978, depois de 26 meses de construção, prazo recorde para os padrões da época, a Rodovia dos Bandeirantes inovou o conceito de rodovias no País com sua concepção de auto-estrada, destinada ao tráfego de longa distância e com acessos controlados. Concebida, em um primeiro momento, para atender cerca de 70 mil veículos por dia, hoje recebe 420 mil, o que equivale a mais da metade do volume diário médio de 750 mil veículos que trafegam pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes. (autoban.com.br) 

 

MUDANÇAS 


Remoção de favelas, colocação de grades e muretas separando as pistas, inclusão da quarta faixa e plantio de árvores nas marginais. Vejas algumas mudanças entre 1995 e 2010.

 

Remoção da favela entre o viaduto Mutinga esquina com avenida do Anastácio 

 

 

Plantio de árvores entre a rodovia e o City Pinheirinho 

 

 

Implantação da quarta faixa e mureta separando as pistas 

 

 

ACIDENTES 

Antes da Bandeirantes ser eleita a rodovia mais segura do país por anos consecutivos, acidentes graves aconteciam pela falta de proteção entre as pistas. Veja alguns casos flagrados por nossas lentes. 


MATÉRIAS RELACIONADAS COM ESTE ASSUNTO