ESCOLA CORONEL PM EDUARDO ASSUNÇÃO

Avenida Dr. Felipe Pinel, 2.589 - Pirituba / Entrada 2 pela estação Vila Clarice

Tel. 3941-2752

 

Com a finalidade de permitir melhor desenvolvimento da formação de soldados PM, padronizando-a e uniformizando-a, em nível de Corporação, foi criado em 2 de outubro de 1984, em caráter experimental, a Escola de Formação de Soldados da Polícia Militar, através da nota de instrução nº. 3EM/PM-003/33/84. Tal fato teve como palco, a Chácara Paraíso, no distrito de Pirituba, onde desde 6 de abril de 1984, encontravam-se à disposição desta atividade, as instalações, sendo que a primeira atividade de formação desenvolveu-se a contar de 12 de junho de 1984, tendo então acomodado 120 alunos soldados PM, oriundos da 3ª Cia. do 2º BPChq, os quais se formaram em 24 de agosto de 1984. A primeira turma, com 109 policiais militares, a realizar o Curso de Formação de Soldado PM, integralmente nas instalações de Pirituba, formou-se em 19 de dezembro de 1984.

 

Por força do decreto nº. 24.572, de 27 de dezembro de 1985, a EFSdPM passou a denominar-se Centro de Formação de Soldados, e por ato do diretor de Ensino e Instrução da Policia Militar, a contar de 8 de novembro de 1985, a fiscalização técnica dos Cursos de Formação de Soldados PM, que funcionam em outras OPM, passa a ser também função do Centro. Com o decreto nº. 37.548, de 29 de setembro de 1993, o Centro de Formação de Soldados recebe nova denominação, passando a ser conhecido por Centro de Formação de Soldados “Cel. PM Eduardo Assumpção”, atribuindo-se desta forma, uma justa homenagem à memória do saudoso coronel PM Assumpção, que como comandante-geral da Corporação, tanto fez por esta Unidade de Ensino. 

 

Desta forma, assimilando as modificações necessárias, e adaptando-se para atender o seu público alvo, que são os novos policiais militares, o CFSd Cel. Assumpção, promove a constante atualização do currículo, realizando reuniões pedagógicas com os integrantes do corpo docente, avaliações realizadas pelos soldados PM 2ª classe e pesquisas após seis meses de formado com novos policiais militares. Com a reestruturação da Policia Militar em dezembro de 1999, a formação de soldados femininos PM 2ª classe passou a ser responsabilidade direta do CFSd Cel. Assumpção, que conta com instalações na Lapa e Tatuapé, que pertenciam outrora ao Comando de Policiamento Feminino.

 

NELSON AMERICO DE GODOY

Laureado com o Diploma de Amigo do Centro de Formação de Soldados

  


Solenidade em homenagem ao dia de Cessação das Hostilidades

da Revolução Constitucionalista de 1932

 

A Escola Superior de Soldados, órgão de Ensino Superior da Polícia Militar do Estado de São Paulo, maior polo formador de profissionais de Segurança Pública da América Latina com mais de 5.000 policiais militares formados por ano - realizou em 21 de outubro de 2016, às 10h00, em sua sede na Avenida Doutor Felipe Pinel, 2859, Pirituba, a Solenidade em homenagem ao dia de Cessação das Hostilidades da Revolução Constitucionalista de 1932 e outorga de medalhas da Sociedade de Veteranos de 32 - MMDC. Participaram do evento familiares e amigos dos Soldados 2ª Classe, alunos da 5ª Cia do Curso de Formação de Soldados que representaram passagens da Revolução Constitucionalista de 32, onde foi encenado atos do início da mobilização de lideranças civis e militares de São Paulo e a história do maior e último combate armado no Brasil, em prol de uma constituição legítima, que apesar da derrota nas armas, obteve-se a conquista política e social para o povo paulista e brasileiro. O intuito de tal teatralização, assim como da participação da Sociedade dos Veteranos de 32 – MMDC, por meio da outorga de medalhas e honrarias àquelas personalidades que contribuem com a causa em memória à Revolução Constitucionalista foi manter viva a história dos “Heróis de 32”, além de manter aceso no povo paulista e na juventude brasileira a perpetuação dos grandes avanços que os baluartes da verdadeira democracia brasileira deram em direção à cidadania. O evento contou com as presenças do Secretário de Segurança Pública de São Paulo, do Presidente do Tribunal de Justiça Militar, de parlamentares de âmbito Estadual e Federal, além de outras autoridades convidadas.

 


MATÉRIAS RELACIONADAS COM ESTE ASSUNTO