CAPELA DO HOSPITAL PINEL PIRITUBA

Veja mais clicando aqui

 

CAPELA DO JARAGUÁ CLUBE CAMPESTRE

Veja mais clicando aqui

 

CAPELA DA ESCOLA DE SOLDADOS PIRITUBA

Veja mais clicando aqui

 

CAPELA SANTA CRUZ DE PIRITUBA

Rua Stéfano Mauser, 661 - Chácara Paraíso - Entrada da Fundação Casa

 

Prédio do século XIX, a Capela foi restaurada durante pouco mais de dois anos pelos adolescentes internados na CASA Pirituba, a 500 metros do local. A reinauguração foi em 20/04/2011 em uma cerimônia ecumênica que marcou a data, momento em que também aconteceu a entrega dos certificados aos dez jovens que participaram da última turma do curso de restauração, com a presença de familiares. A restauração arquitetônica da capela, localizada dentro dos limites da unidade e pertencente à paróquia de Nossa Senhora da Expectação (da Freguesia do Ó), começou em janeiro de 2009. Sob a orientação e supervisão de profissionais, os adolescentes ajudaram em todas as etapas do restauro – só não participando diretamente quando um procedimento exigia a força física de um adulto. Foi a teoria aliada à prática.

 

No curso, eles tiveram aulas sobre as práticas de restauro, limpeza inicial, montagem de acessos, identificação de materiais e diagnóstico de patologias (problemas aparentes em paredes, imagens sacras, entre outros), preparação de argamassa, elétrica, drenagem, pintura, entre outros. Cada turma teve duração média de três meses. A que se formou por último foi a que terminou todo o processo executado pela Companhia do Restauro, sob coordenação da organização Museu a Céu Aberto. A restauração impactou tanto na paisagem da unidade – antes a capela construída em 1894 encontrava-se em péssimas condições de conservação – quanto na vida de alguns dos adolescentes participantes.

 

“Quando eu estava na rua, não queria saber de nada e só destruir o que existia na sociedade e hoje penso mais no coletivo”, afirma um interno de 20 anos, que participou do processo desde o início. “A capela estava muito mal conservada e mudou e essa coincidência também aconteceu comigo”, completa o jovem internado há dois anos e 9 meses na CASA Pirituba. Ele considera que a pintura foi uma das atividades em que pôde colocar seu talento em prática. Para a presidente da Fundação CASA, o curso representa o espírito dos cursos de qualificação profissional realizados pela instituição. “A ideia é fornecer uma gama variada para que os adolescentes, ao deixarem a Fundação, tenham opções de inserção no mercado.” Ao todo, a CASA oferece 69 diferentes cursos, agrupados em oito áreas de atividade. (fundacaocasa.sp.gov.br).