PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO LÍBANO

Rua Professor Araújo Coelho, 637 - T el. 3904-5449 / WhatsApp  9 8835 7846

 

Padre José Antônio Filho

Terço dos Homens quartas-feiras às 19.30 h exceto a primeira do mês

Missa na primeira quarta do mês às 19.30 h

Missas de quinta às 19.30 h com benção do Santíssimo Sacramento

Missas de sábados às 19 e domingos às 8.30 e 10.30 h

Atualizado em agosto 2021

 

Tudo começou um terreno adquirido do Lanifício Pirituba pela própria comunidade local em nome da Congregação Beneditina Valombrosana, conforme contrato de compra e venda firmado em 25/08/1968, que foi pago com a instituição do “Livro de Ouro”, onde cada morador-contribuinte assinava seu nome como tradução da compra de um metro do terreno. Em setembro de 1968, uma imagem vinda da Paróquia Nossa Senhora Assunção (Jardim Felicidade) visitava as casas do Jardim Líbano, rezava-se o terço todos os dias e, aos sábados, após a oração, eram realizados leilões pelos moradores da região. A fé moveu toda a comunidade em direção a um só objetivo: a construção de sua própria igreja na comunidade. Naquela ocasião, Dom Martinho e, posteriormente, Dom Lorenzo, monges da paróquia Nossa Senhora Assunção,deram apoio total ao projeto de construção. Foi nomeada uma comissão de moradores para prosseguir com o empreendimento: Sr. Geraldo Bachin e Sra. Ana (Presidência), Sr. José e Sra. Maria (Vice-presidência), Sr. Henrique, Sr. Benedito Oliveira e Sra. Izabel (Secretários), Sr. Pedro Gonçalves e Sra. Leopoldina (Tesouraria), e Sr. José Benites e Sra. Lídia (Conselheiros).

 

Terreno pago, outra etapa a ser conquistada: a construção da igreja. Muitas campanhas foram realizadas: carnês (cada morador arcando mensalmente com um metro de tijolos, cimento, areia e telhas), leilões e quermesses. E a obra ia avançando. Durante o período da construção, como missas continuavam acontecendo, no início, eram campais (no larguinho próximo à igreja), e depois nas garagens das casas cedidas por seus moradores, como foi no caso dos Senhores Abel e Izabel, Oldemar e Antônia. Entre 1970 e o início de 1971 a igreja foi levantada e coberta. Com alguns bancos improvisados, uma “Santa Missa” já era celebrada. Fundou-se a “Capela Nossa Senhora do Líbano”, padroeira nomeada em homenagem ao bairro.Em 1972, Dom Emanuele sucedeu Dom Lorenzo Russo nos encargos da comunidade do jardim Líbano. Permaneceu como guia espiritual desta comunidade durante todo o tempo em que esteve na paróquia Nossa Senhora Assunção, até janeiro de 1986, quando retornou para a Itália. Cabe ressaltar, também, outros padres da congregação que estiveram nas celebrações e assistência espiritual da comunidade: Dom Rodolfo, Dom Mauro e Dom Pedro. Em 09/05/2001, a Comunidade Nossa Senhora do Líbano foi elevada à Paróquia Nossa Senhora do Líbano, por decreto do então Cardeal-Arcebispo de São Paulo, Dom Cláudio Humes.  

 

 

COMPARTILHE ESTA PÁGINA