Governo de SP dá mais 2 meses para consórcio concluir venda da Linha Laranja do Metrô

(G1 31/07/2017)

 

O governo do estado de São Paulo deu mais dois meses para o consórcio Move São Paulo concluir a venda da concessão da Linha Seis-Laranja do Metrô para uma empresa espanhola. Já faz dez meses que as obras pararam. A empresa quer comprar do consórcio o direito de fazer a Linha Seis-Laranja, que vai ligar a Brasilândia, na Zona Norte, à linha estação São Joaquim, da Linha Azul. Se a compra se confirmar, não será necessária outra licitação. O prazo que o governo do estado de São Paulo havia dado ao Consórcio Move SP para retomar as obras expirou no último dia 4.

 

O canteiro de obras da futura estação Brasilândia está abandonado. No canteiro da Freguesia do Ó tem tapumes, muito lixo e ninguém trabalhando. A obra começou em janeiro de 2015, mas desde setembro do ano passado os canteiros estão abandonados. Essa foi a primeira linha planejada por uma PPP (Parceira Público-Privada). O consórcio Move São Paulo, liderado pela Odebrecht e Queiroz Galvão, ganhou a licitação. O estado pagaria metade da obra orçada em mais de R$ 9 bilhões.

 

Em 2012. o governo decretou a desapropriação de 406 imóveis nas Zona Norte, Oeste e no Centro para a construção da linha, mas ela começou a ser feita em 2015. O consórcio pagaria a outra metade e ficaria com o lucro da linha por 25 anos, mas as construtoras não conseguem financiamento com o BNDES por causa do envolvimento com a Lava Jato.  


 

Estado transfere R$ 200 milhões de linha parada há 6 meses para finalizar linha Lilás do Metrô

 

O governo de São Paulo enviou um projeto à Assembleia Legislativa para retirar R$ 200 milhões previstos para obras na Linha 6- Laranja do Metrô para serem usados na Linha 5- Lilás, que deveria ter ficado pronta em 2015 e está mais de 2 anos atrasada e agora deve ficar pronta em 2018. As obras da linha Laranja estão paradas há 6 meses, quando as empreiteiras responsáveis pelo Consórcio Move São Paulo alegaram falta de recursos e abandonaram os canteiros de construção, em setembro de 2016, solicitando renegociação do contrato. A linha, prevista para 2020, na melhor das hipóteses pode ser terminada no final de 2022.  A linha Laranja seria a primeira linha do Metrô construída pela iniciativa privada, através de uma parceria público-privada. A expectativa é que as obras seriam mais rápidas do que as linhas que estão sendo construídas pelo governo, que estão todas atrasadas ou paradas.

 

O consórcio construtor da linha Laranja é formado pelas construtoras Odebrecht, Queiróz Galvão e UTC e afirmou que suspendeu o trabalho por dificuldades financeiras de conseguir financiamento. Na época, o BNDES, banco federal que financia os projetos, informou que estava revendo os empréstimos do contrato devido ao envolvimento das construtoras na operação Lava Jato investigada pela Polícia Federal em um esquema de propina e desvios de recursos públicos da Petrobras.

 

Com a transferência dos recursos da linha Laranja para a Lilás, a linha que chegaria à Brasilândia vai ficar com menos dinheiro ainda. O coordenador de parcerias do Estado, Celso Caldeira, afirma, porém, que os recursos não faltarão para a linha Laranja. “Não vai (faltar o dinheiro para a Linha Laranja), uma vez que as obras paralisaram, então uma vez que o cronograma escorregou para frente, a gente teve condições de disponibilizar esses R$ 200 milhões para a linha 5 –Lilás, que é também uma prioridade do governo”, afirmou Caldeira. Mas os moradores de regiões que poderiam ser beneficiadas pela linha Laranja já perderam a esperança de que o metrô chegará à região. A secretaria dos transportes metropolitanos disse que, 3 meses depois da obra da Linha Laranja parar as obras, abriu um processo administrativo para apurar se o consórcio descumpriu o contrato e que vai esperar até junho para decidir se rompe o contrato com as empresas. Nenhuma multa foi aplicada. (G1)

 


Consórcio suspende obras da Linha 6 do Metrô de SP (06/09/2016)

 

O consórcio Move São Paulo anunciou nesta segunda-feira (5) a suspensão das atividades de construção da Linha 6-Laranja do Metrô. Segundo as empresas envolvidas, a suspensão se deve às "dificuldades vivenciadas na contratação do financiamento de longo prazo, condição indispensável à continuidade do projeto". Prometida para ser entregue em 2020, a obra está prevista pelo governo para ser entregue em 2021. A Linha 6-Larajna vai ligar a região noroeste de São Paulo ao Centro da cidade. "A decisão resguarda o interesse público na medida em que mitiga danos à viabilidade do empreendimento e preserva as atividades já executadas, com investimentos da ordem de R$ 2,7 bilhões", argumenta o consórcio. O consórcio negocia junto ao BNDES e ao governo do Estado de São Paulo alternativas para o reequilíbrio da parceria público privada de implantação da Linha 6-Laranja de metrô. Ainda segundo a empresa, o processo de desapropriação será mantido durante o período de suspensão. O governo do Estado de São Paulo disse que já investiu R$ 1,6 bilhão na obra, que não deve nada ao contrato e que vai tomar as medidas cabíveis contra a concessionária. (G1)


 

METRÔ LINHA 6 LARANJA (13/04/2015)

Início da perfuração do primeiro ponto de ventilação na Freguesia do Ó acionada pelo governador Geraldo Alckmin. Evento com a presença do senador José Serra, dos deputados estaduais Celino Cardoso, Cel. telhada e Marcos Zerbini, do deputados federais Floriano Pesaro e Renata Abreu, do secretario Andrea Matarazzo e outras personalidades.




   

BOOM IMOBILIÁRIO

Confira abaixo as imagens das futuras estações da Linha 6 – Laranja, de acordo

com as indicações do edital publicado pela Companhia do Metropolitano.

 

O traçado da Linha 6-Laranja inicia-se junto ao Pátio Morro Grande, a ser implantado na área de uma antiga pedreira desativada (Pedreira Morro Grande / Anhanguera), localizada ao norte do distrito de Freguesia do Ó, na divisa com a Brasilândia, nas proximidades do Reservatório de Água da Sabesp. As principais vias de contorno do pátio são a Rua Domingos Vega e a Avenida Elísio Teixeira Leite. A partir do extremo oeste do Pátio Morro Grande, o traçado se desenvolve inicialmente em superfície, na área do Pátio Morro Grande, e em seguida em subterrâneo, tendo como diretriz a avenida Domingos Vega, num trecho de 1.492 m até a Estação Brasilândia. A Estação Brasilândia, situada em subterrâneo ao final da Rua Domingos Vega, ficará na quadra delimitada pelas ruas Prof. Viveiros Raposo, Domingos Francisco Lisboa e Estrada do Sabão.

BRASILÂNDIA
BRASILÂNDIA

 

A Estação Vila Cardoso localiza-se próxima ao conjunto do Espaço Criança Esperança, situado na Avenida Michihisa Murata, e ao centro de abastecimento da Prefeitura Municipal (sacolão).

Estação Vila Cardoso
Estação Vila Cardoso

 

A Estação Itaberaba-Hospital Vila Penteado será construída diagonalmente na quadra formada pelas ruas São Leonardo, Amaro Domingues e Diadema,

Estação Itaberaba - Vila Penteado
Estação Itaberaba - Vila Penteado
Estação João Paulo
Estação João Paulo

 

A Estação Freguesia do Ó deve ficar na quadra localizada entre a Avenida Miguel Conejo, as ruas Ribeiro de Morais e Bonifácio Cubas e a Travessa Mona Lisa.

Estação Freguesia do Ó
Estação Freguesia do Ó

 

No cruzamento da Avenida Santa Marina com a Avenida Ermano Marchetti está posicionada a Estação Santa Marina, integrada ao corredor de ônibus municipal.

 

Estação Santa Marina
Estação Santa Marina

 

A Estação Água Branca situa-se no cruzamento da Avenida Santa Marina com o leito das linhas 7- Rubi e 8-Diamante, da CPTM.

 

Estação Sesc Pompéia
Estação Sesc Pompéia

 

A partir da estação Água Branca, o traçado avança em tangente sob quadras edificadas e deflete à esquerda antes da Estação SESC Pompeia. Nesse trecho está prevista uma área situada na confluência das ruas Guaicurus e Menfis, destinada também a canteiro de obras e outro poço de ventilação e de saída de emergência, localizado no cruzamento das ruas Faustolo e Dr. Augusto de Miranda. A Estação SESC Pompeia está localizada na esquina da Rua Venâncio Aires com Avenida Pompeia, com eixo ligeiramente deslocado desta via, passando sob os terrenos localizados ao lado do SESC.


Estação Perdizes
Estação Perdizes

 

Nas proximidades da Avenida Sumaré, depois de uma curva reversa, o traçado alcança a Estação Perdizes, posicionada entre as ruas Apinagés e Apiacás.


Estação PUC-Cardoso de Almeida
Estação PUC-Cardoso de Almeida

 

A Estação PUC-Cardoso de Almeida está posicionada sob o cruzamento da Avenida Cardoso de Almeida com a Rua João Ramalho. Esta estação deverá se situar a grande profundidade devido à topografia da região, composta por sucessivos vales e cumes. Saindo da Estação PUC-Cardoso de Almeida, o traçado da linha deflete à direita, cruza em uma diagonal as quadras residenciais de baixa densidade do Bairro do Pacaembu até atingir o vale do Córrego Pacaembu. Nas imediações do Estádio do Pacaembu está previsto um poço de ventilação e saída de emergência, no cruzamento das ruas Itápolis e Itatiara. Ainda neste segmento está previsto um estacionamento subterrâneo de trens, com saída de emergência localizada ao final deste, nas proximidades da Viela Jaguaruba

 

 

Estação Angélica-Pacaembu
Estação Angélica-Pacaembu

 

Depois, o traçado segue em subterrâneo rumo ao bairro de Higienópolis, mas proximidades do eixo da Rua Itápolis. Em seguida, deflete à esquerda buscando o eixo da Rua Sergipe e a Estação Angélica- Pacaembu, posicionada entre as ruas Ceará e Bahia. Os acessos desta estação estão posicionados de forma a atender tanto o corredor comercial da Avenida Angélica, como o da Avenida Pacaembu.

 

A Estação Higienópolis-Mackenzie se situa no cruzamento da Rua Sergipe com a Avenida Consolação, de modo a utilizar como área de canteiro um conjunto de lotes vazios onde atualmente funciona um estacionamento de veículos.

 

 

Estação 14 Bis
Estação 14 Bis

 

A Estação 14 Bis situa-se na praça homônima, no vale da Avenida Nove de Julho, entre as quadras das ruas Dr. Lourenço Granato e Cardeal Leme. Esta estação deverá ter acessos em ambos os lados da avenida e integrar-se ao corredor de ônibus existente na avenida 9 de Julho.

 

A Estação Bela Vista situa-se paralelamente à Rua Pedroso, no cruzamento da Avenida Brigadeiro Luís Antonio e Rua Rui Barbosa. Esta estação tem sua importância ligada à expansão da rede metroferroviária, conectando-se em 2018 à Linha 19. (revistaalfa.abril.com.br) 


 

LINHA 6-LARANJA - DESAPROPRIAÇÕES

A Companhia do Metrô disponibiliza as imagens dos espaços declarados de utilidade pública no Decreto Estadual nº. 58.025 de 07/5/2012, para implantação da Linha 6-Laranja. Estes são os espaços declarados de utilidade pública:

 

  • Pátio Morro Grande
  • Poço de Ventilação Roca Sales
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Domingos Vega
  • Estação Brasilândia
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Saldanha de Oliveira
  • Estação Vila Cardoso
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Felipe Mendes
  • Estação Itaberaba/Hospital Vila Penteado
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Phillipini
  • Estação João Paulo I - A
  • Estação João Paulo I - B
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Simão Velho
  • Estação Freguesia do Ó
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Tietê
  • Estação Santa Marina
  • Poço Aquinos
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Sara de Souza
  • Estação Água Branca
  • Poço Guaicurus
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Faustolo
  • Estação Sesc /Pompéia
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Venâncio Aires
  • Estação Perdizes
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência João Ramalho
  • Estação PUC/ Cardoso de Almeida
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Pacaembu
  • Poço de Saída de Emergência Itápolis
  • Estação Angélica/Pacaembu acesso Armando A. Penteado
  • Estação Angélica/Pacaembu
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Mato Grosso
  • Estação Higienópolis / Mackenzie
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Frei Caneca
  • Estação 14 Bis
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Almirante Marques
  • Estação Treze de Maio
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Pedroso
  • Estação São Joaquim
  • Poço de Ventilação e Saída de Emergência Felício dos Santos

www.metro.sp.gov.br

 



MATÉRIAS RELACIONADAS COM ESTE ASSUNTO