1º BATALHÃO DE POLÍCIA DE CHOQUE

Avenida Tiradentes, 440 - Centro - Tel. 3315-0188

 

O então chamado Primeiro Batalhão Policial Militar “Tobias De Aguiar” adquiriu o formato atual, pautado na mobilidade e eficácia, a partir de 1970 quando, no contexto do governo militar, participou da operação de desmantelamento de um centro de treinamento de guerrilha da VPR atuante no Vale do Ribeira. Apesar de bem-sucedida, os remanescentes do grupo conseguiram escapar, entre eles o terrorista e desertor Carlos Lamarca e o terrorista Carlos Marighella continuam a militância na capital de São Paulo e na Grande São Paulo; promoveram ataques a quartéis, assassinatos e sequestros de políticos e militares financiados por roubos a banco (chamadas desapropriações). O grupo era acusado de terrorismo pelo regime militar. O Batalhão é reformulado visando o combate à guerrilha urbana.

 

É instalada na sede do “Batalhão Tobias de Aguiar” a central de comunicações com a finalidade de apoiar as viaturas em serviço. As viaturas são equipadas com rádio transceptor para maior agilidade nas Operações da Polícia Militar com a Base Aguiar ou com as viaturas no policiamento; os policiais recebem a boina negra como marca característica. Sob o comando do Ten-Cel. Salvador D’Aquino (foto) o grupo passa a ter o papel de ronda bancária, patrulhamento urbano e tropa de choque para agir onde a polícia comum não tinha condições de fazê-lo. Em 15 de outubro de 1970, passa a denominar-se Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – ROTA.

 

A LIGAÇÃO COM PIRITUBA

 

Pirituba nasceu a partir de uma fazenda adquirida pelo coronel Anastácio de Freitas Trancoso, adquirida posteriormente pelo Brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar, que é considerado o patrono da Polícia Militar do Estado de São Paulo e seu nome figura o primeiro batalhão de Choque a ROTA. O Brigadeiro Tobias foi casado com a Marquesa de Santos, uma das últimas proprietárias do Casarão do Anastácio, patrimônio histórico de Pirituba (leia estas histórias clicando nos links ao final desta página). 




 

ANIVERSÁRIO DE 42 ANOS

 

Um grande evento no quartel central da ROTA celebrou os 42 anos da criação da corporação, com a presença de autoridades civis e militares, o secretário de segurança do Estado de São Paulo e familiares dos policiais.  Foram entregues medalhas e certificados de Amigos da Rota à policiais e pessoas que fizeram serviços relevantes à corporação. O evento também marcou a fixação da foto do Cel. Telhada na galeria dos comandantes da ROTA, aposentado desde novembro de 2011 e eleito atualmente vereador da cidade de São Paulo com 89.053 votos. O final da festa teve uma apresentação com desfile da tropa e das viaturas, simulando ações dentro do pátio do quartel (veja no vídeo abaixo).



MATÉRIAS RELACIONADAS COM ESTE ASSUNTO